As 10 Qualidades de um Gestor do Google

7/8/2019
Gestão Inovadora

Um dia o Google se perguntou: é possível trabalhar sem chefes?

Em 2002, um questionamento surgiu nos escritórios do Google: seria possível se livrar de todos os chefes e ainda assim conduzir as operações da empresa de forma efetiva?

Os fundadores Larry Page e Sergey Brin decidiram conduzir um experimento para obter estas respostas. Por alguns meses, eles tornaram o Google uma organização horizontal, sem chefes. Exato, por apenas alguns meses, pois o experimento mostrou ter sido um desastre. De acordo com o site Inc.com, o experimento verificou que “as pessoas ficaram à deriva procurando por respostas à questões e necessidades básicas, e ficaram sem orientação em áreas importantes como aconselhamento de carreira”.

Mas isto não foi o suficiente para que o grupo de líderes e engenheiros do Google que entendiam que a gerência era apenas uma burocracia se desse por vencida. Então, em 2008, de uma forma um pouco mais comedida, o Google abordou novamente o assunto e montou uma equipe de pesquisadores para provar que a gerência atrapalhava o funcionamento das equipes.

A pesquisa, que ficou conhecida como Project Oxygen, inicialmente buscou corroborar a hipótese de que a qualidade de um gerente não impactava positivamente no desempenho da equipe.

Os pesquisadores definiram a qualidade de um gerente baseada em duas métricas quantitativas: as avaliações de desempenho dos gerentes e os resultados da pesquisa anual dos colaboradores do Google.

Os resultados evidenciaram justamente o contrário: equipes com bons gerentes eram mais felizes e mais produtivas. Para o Google, os resultados foram conclusivos e o debate sobre a importância da gerência foi dissolvido dentro da empresa.

Com isso, o Project Oxygen mudou substancialmente seu foco, para então responder à seguinte questão: “e se cada Googler tivesse um gerente excepcional?” e novamente se debruçaram nos dados para encontrar padrões.


Os Resultados do Project Oxygen

A lista abaixo pode parecer um pouco óbvia, mas ela possui algumas nuances. Uma é que ela realmente está classificada em ordem de importância, ou seja, a primeira qualidade é a que mais demonstrou impacto no desempenho de uma equipe. Mas é claro, isso não significa que os últimos atributos não são importantes (senão eles não estariam na lista). Outra é de que o Google leva muito a sério esta lista, pois ela é a base de todos os programas de desenvolvimento de líderes da organização.

10 Google Manager Behaviors


10. É um forte tomador de decisões. 

As pessoas se sentem seguras quando seu gerente sabe tomar decisões importantes e no tempo correto.

 

09. Colabora em diversas áreas dentro do Google. 

Está antenado nos diversos projetos que a empresa executa e colabora proativamente neles. Entende que sua equipe é importante dentro da empresa e atua para derrubar qualquer barreira entre as equipes.

 

08. Possui excelentes habilidades técnicas que ajudam a aconselhar a equipe. 

Um bom gerente precisa também possuir conhecimento técnico do projeto para direcionar a equipe no escopo.

 

07. Possui uma clara visão/estratégia para a equipe. 

Mostra que o trabalho da equipe está conectado nos objetivos mais amplos da organização e possui um plano de ação efetivo.

 

06. Apoia o desenvolvimento de carreira e avalia o desempenho dos membros da equipe. 

Um bom gerente genuinamente apoia o crescimento de cada membro dentro da organização.

 

05. É um bom comunicador – escuta e compartilha informações. 

Para a equipe, isso significa que cada um sabe exatamente o que precisa fazer e as suas responsabilidades. Também significa oferecer feedback construtivo e saber ouvir.

 

04. É produtivo e orientado a resultados. 

Aqui vale a Lei do Exemplo. Gerentes produtivos definem o padrão de desempenho da equipe.

 

03. Cria um ambiente de inclusão na equipe, mostrando preocupação pelo sucesso e bem-estar. 

Pesquisadores descobriram um dos mais significativos padrões entre equipes de alto desempenho, que é a segurança psicológica. Estar em uma equipe que oferece confiança
interpessoal é fator chave de sucesso, e os gerentes são grandes responsáveis por isso.

 

02. Empodera a equipe e não faz microgerenciamento. 

Em outras palavras, um gerente excepcional dá autonomia para sua equipe. De acordo com Daniel H. Pink em seu best-seller “Drive”, autonomia é um dos principais fatores de motivação humana.

01. É um bom coach.

Um líder coach é um lapidador de talentos. Busca o desenvolvimento de competências e habilidades nos membros da sua equipe, aprimorando a vida profissional e o desempenho de cada um.

Para o Google, o gerente não só importa, ele é fundamental para o sucesso das equipes.

 

 

As 10 qualidades identificadas são notáveis. Mas...

Isso não significa que as conclusões iniciais do Project Oxygen a respeito da importância da gerência são universais, pois modelos organizacionais que minimizam ou eliminam esta estrutura gerencial estão cada vez mais difundidos e aceitos.

Inclusive este parece ter sido o principal ponto para o fracasso do primeiro experimento do Google. Ao que tudo indica, a gigante da Internet demitiu os gerentes e não adotou nenhum modelo alternativo que suprisse esta ausência, jogando a organização no completo caos.

A lição que o Google tira de todo este experimento é que o gerente importa. Porém, a lição que parece mais ecoar é a de que remover a gerência não irá remover as necessidades das pessoas dentro da organização.

Remover a gerência não irá remover as necessidades das pessoas dentro da organização.

Portanto, se você busca uma organização mais flexível e que não dependa exclusivamente de uma gerência forte, você precisa pensar cuidadosamente a respeito de todas as necessidades que hoje estão sob os ombros desta gerência e canalizar dentro de um modelo organizacional adequado.

Foto: Cena do filme "Os Estagiários", comédia ambientada nas instalações do Google (2013 - Fox)

Flavio Ratzke

Mestre em Liderança e Administração pela Beulah Heights University (Atlanta/EUA) e Certified Personal & Professional Coach.

Siga o autor deste artigo no Linkedin e saiba mais sobre o assunto gestão de empresas e negóciosAdicione o autor deste artigo no Facebook e saiba tudo o que ele fala sobre gestão de empresas e negócios

Posts Relacionados

Não perca nossos próximos artigos

Obrigado por se inscrever!
Oops, algo não funcionou como deveria! Por gentileza, verifique seus dados e envie novamente.
Acompanhe-nos também nas redes sociais:
Saiba mais sobre gestão corporativa no Facebook da FractosSaiba também sobre gestão de negócios no Instagram da Fractos/

Hey!

Não perca nenhuma novidade!
Cadastre-se e receba nosso conteúdo em primeira mão.
Nós prometemos enviar somente conteúdo relevante.

Obrigado, seu cadastro foi recebido!
Oops! Algo de errado aconteceu, verifique seus dados...
Agradecemos sua inscrição!
Ooops, algo não funcionou como deveria!